LOADING

Type to search

Japão recebe críticas devido à sua atual postura em relação ao “Protocolo de Kyoto”

Share

Durante a “Conferência de Cancun”, no México (de 29 de novembro a 10 de dezembro de 2010), o Japão foi o alvo das críticas e roubou a atenção da China e dos Estados Unidos. O país foi criticado pela imprensa e representantes de Estados na Conferência pelo fato de ter declarado que há “uma oportunidade de não continuar com o protocolo de Kyoto”.

O Japão foi um dos países que assinou o Protocolo e hoje defende o seu fim. Nas palavras de Abdulla Alsaidi, atual presidente do grupo chamado “G77 + China”: “Temo que, sem concessões a respeito do ‘Protocolo de Kyoto’, um Acordo em Cancún não irá decolar”.

Todos os países participantes da reunião acusaram o Japão de ameaçar as negociações climáticas. Em resposta às críticas recebidas, Akira Yamada, alto funcionário da chancelaria japonesa, respondeu: “O Japão não está tentando matar Kyoto, mas (o Tratado) deveria renascer como um só Tratado de cumprimento obrigatório, mais efetivo“.

Segundo analistas e participantes do encontro, se Tókio não recuar, as negociações para o combate ao aquecimento global para além de 2012 poderão fracassar.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!