LOADING

Type to search

Justiça hondurenha aceita a retirada de 5 das 6 acusações contra Zelaya

Share

O processo de negociação para o cancelamento da suspensão de Honduras na OEA continua intenso. Foi anunciado na mídia mundial que cinco das seis acusações contra Zelaya foram levantadas como forma de acertar o retorno do ex-presidente ao país e, assim, responder as exigências da “Organização dos Estados Americanos” (OEA) para o retorno da normalidade das relações exteriores hondurenhas.

A única acusação que permanece é a relativa à retirada de dinheiro do “Banco Central” hondurenho para a realização da consulta popular para alteração da Constituição do país. O receio de Zelaya era de que, ao retornar seria preso. A possibilidade que se apresenta no horizonte é de que ele possa entrar em Honduras e tenha de responder a esta acusação em liberdade.

Acredita-se que será este o caminho adotado. A situação internacional do país será normalizada e já se vislumbra que Manuel Zelaya começará a coordenar a oposição mais intensa ao atual governo que está configurada na “Frente Nacional de Resistência Popular” (FNRP), algo que já está acertado devido a aceitação por parte do ex-mandatário do convite feito por Calos Reys, um dos dezesseis membros do “Diretório Provisório” da FNRP, após Assembléia ocorrida no sábado passado, dia 10 de julho. Analistas começam a acentuar que com a volta de Zelaya o mais provável é que o país retome a situação de instabilidade política.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.