LOADING

Type to search

Michaelle Jean afirma: “Haiti não deve seguir como um gigante laboratório de ensaios e erros”

Share

A ex-governadora do Canadá, de origem haitiana, a senhora Michaelle Jean, assumiu as funções como representante especial da “Organização das Nações Unidas para a Ciência e a Cultura” (UNESCO) para o Haiti, afirmando que o país deve deixar de ser o vasto laboratório de ensaios e erros para a assistência internacional.

A senhora Jean agrega que a população haitiana necessita de um pacto de solidariedade que vá alem da assistência. Constata uma atomização dos esforços e [afirma] que se necessita hoje de coordenação e coesão.

Oposta à fragmentação dos esforços de reconstrução, solicita a elaboração de um plano de desenvolvimento humano inclusivo e durável. O objetivo deste plano consiste em fortalecer o Estado, melhorar a governabilidade, favorecer o acesso às oportunidades e criar um sistema de educação pública de qualidade.

De acordo com  o periódico “Radio Canadá”, a senhora Jean terminou, em outubro passado, seu mandato de governadora geral do Canadá. Nascida em Jacmel, cidade turística a 60 quilômetros de Porto Príncipe, ela deixou o Haiti na década de sessenta, aos 11 anos de idade, sob o regime ditatorial de François Duvalier (Papadoc) para refugiar-se com sua família no Canadá.

ORIGINAL

POLÍTICA INTERNACIONAL – “Haití no debe seguir siendo un gigante laboratorio de ensayo y errores”, según Michaelle Jean

La ex gobernadora de Canadá de origen haitiano, la Señora Michaelle Jean ha tomado cargo de   sus nuevas funciones como representante especial de la Organización de las Naciones Unidas para la Ciencia y la Cultura (UNESCO) para Haití afirmando que Haití debe dejar de ser el vasto laboratorio de ensayos y errores para la asistencia internacional.

La Señora Jean agrega que la población haitiana necesita de un pacto de solidaridad que va  más allá de la asistencia. Constata  una atomización de los esfuerzos, lo que se necesita hoy es la coordinación y la cohesión.

Opuesta a la fragmentación de los esfuerzos de reconstrucción, aboga por la elaboración de un plan de desarrollo humano inclusivo y durable. El objetivo de este plan consiste a fortalecer el estado, mejorar la gobernabilidad, favorecer el acceso a las oportunidades y crear  un sistema de educación pública de calidad

Ex periódico a Radio Canadá, la Señora Jean ha terminado en octubre pasado su mandato de gobernadora general de Canadá. Nacida en Jacmel, ciudad turística a 60 kilómetros de Puerto Principe, la Señora Jean Ha dejado a Haití  en la década sesenta a los 11 años de edad bajo el régimen dictatorial de Francois Duvalier (Papadoc) para refugiarse con su familia en Canadá.

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!