LOADING

Type to search

Nigéria critica contradições da política internacional para África e Angola retira seu apoio a Laurent Gbagbo, na Costa do Marfim

Share

Com várias rodadas de negociações fracassadas, as milícias fiéis a Alassane Ouattara e a Laurent Gbagbo já travaram diversos confrontos, resultando na morte de vários cidadãos. Diante deste cenário, que também ameaça negativamente a região da África Ocidental, o ministro nigeriano dos Negócios Estrangeiros”, Odein Ajumogobia, criticou a atitude das nações ocidentais para com os países da África Subsariana, observando o que acontece atualmente na Líbia e na Costa do Marfim.

A comunidade internacional impôs uma zona de exclusão aérea na Líbia, aparentemente para proteger os civis. Contudo, esta mesma comunidade internacional assiste, na indiferença, ao massacre de mulheres na Costa do Marfim”, declarou o ministro Odein Ajumogobia – citado pela agência de notícias “PANAPRESS” – durante a inauguração da nova sede do “Ministério dos Negócios Estrangeiros” em Abuja, capital da Nigéria.

A Nigéria, que conduz atualmente a presidência rotativa da “Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental” (CEDEAO)*, apóia a utilização da força para obrigar o Presidente cessante, Laurent Gbagbo, a ceder o poder a Alassane Ouattara, reconhecido pela “Comunidade Internacional” como o vencedor do segundo turno das eleições presidenciais de novembro de 2010, na Costa do Marfim.

Por outro lado, o governo de Angola, que até então se manteve ao lado do ex-presidente marfinense, Laurent Gbagbo, reavaliou sua posição e retirou-lhe o apoio. Anunciou ontem, 22 de março, a agência de notícias “Euronews”.

Os dirigentes da CEDEAO estão reunidos hoje, 23 de março, em Abuja, para debater a crise pós-eleitoral persistente na Costa do Marfim, que fez mais de 800 mortos e obrigou centenas de milhares de pessoas a fugir do país.

—————————————————————–

* A CEDEAO agrupa: Benin; Burkina Faso; Cabo Verde; Côte d’Ivoire; Gâmbia; Gana; Guiné-Bissau; Guiné; Libéria; Mali; Níger; Nigéria; Serra Leoa; Senegal e Togo. 
Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.