LOADING

Type to search

Share

O “Primeiro-Ministro” japonês, Yukio Hatoyama, anunciou nesta manhã de quarta-feira, que irá renunciar ao cargo, assumindo a responsabilidade pela saída do “Partido Social Democrata” da coalizão governista.

Hatoyama, que assumiu o poder em setembro de 2009, após uma histórica vitória nas eleições no Japão, quando venceu seu adversário do “Partido Liberal Democrático”, declarou que se responsabiliza pela perda da confiança popular no país. Durante a corrida eleitoral, ele possuía grande aprovação do povo japonês e o discurso de resolver o problema das Bases Militares estadunidenses em Okinawa foi fundamental para sua eleição.

Esta questão, entre outras envolvendo os interesses nacionais, resultou em uma queda gradativa do apoio recebido. Outros membros do partido e grande parte dos japoneses foram contra suas propostas para Okinawa e os pedidos de renúncia de Hatoyama, vindas dos próprios social-democratas na Câmara Alta, cresceram substantivamente nas últimas semanas.

O anúncio de Hatoyama surpreendeu alguns analistas pelo mundo, já que no dia anterior, o premiê japonês havia dito que não se afastaria do cargo, ficando até o final do mandato.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!