LOADING

Type to search

O Processo de nomeação de um Primeiro Ministro no Haiti

Share

O presidente haitiano, Rene Préval, submeteu o nome do Ministro de Planejamento, Jean Max Bellerive, ao Parlamento haitiano para substituir a Primeira Ministra, Michele Duvivier Pierre Louis, que foi sancionada com um voto de censura na semana passada, por maioria presencial no Senado.

 

O Primeiro Ministro designado submeteu esta quarta-feira, 4 de novembro, os documentos de identificação exigidos pela Constituição para ocupar este cargo importante.

A Constituição exige a um Primeiro Ministro: ser um haitiano de origem e não haver renunciado nunca a sua nacionalidade. São haitianos de origem, segundo a Constituição, todas as pessoas que atestam que seus avós possuem a nacionalidade haitiana.

Neste sentido, para ser ratificado pelo Parlamento, o Primeiro Ministro deve apresentar cópias das certidões de nascimento dos avós e seus passaportes, que demonstram que não tem uma nacionalidade estrangeira.

Depois da etapa de ratificação, o Primeiro Ministro deve apresentar sua política geral ante o Parlamento para ser aprovada. Se for rechaçada, o Presidente deve submeter outra pessoa. Segundo muitos observadores, a aprovação pelo Parlamento da política geral deste primeiro ministro não deve constituir um problema, porque dispões de uma maioria muito confortável e, ademais, é um excelente técnico, que goza de prestígio da comunidade internacional. Tem uma larga experiência da administração pública e um domínio perfeito da política internacional.

No entanto, estes mesmos observadores são muito céticos, pois se preocupam com a aceitação de Jean Bellerive com o projeto continuista do Presidente Préval, [para] que o seu destino seja diferente [daquele da] ex-Primeira Ministra, que foi destituída por razões políticas injustificadas.

 

ORIGINAL

POLÍTICA INTERNACIONAL – Proceso de Nombramiento de un Primer Ministro en Haití

El presidente haitiano Rene Preval somete el nombre del Ministro de Planificación, Jean Max Bellerive al parlamento haitiano para sustituir a la Primera Ministra, Michele Duvivier Pierre Louis quien fue sancionada por un voto de censura la semana pasada por la mayoría presidencial al senado.

El Primer Ministro designado ha sometido este miércoles al parlamento los documentos de identidad exigidas por la constitución para ocupar este cargo tan importante. La constitución exige a un Primer Ministro de ser haitiano de  origen y de no haber renunciado nunca a su nacionalidad. Es haitiano de origen,  según la constitución, todas personas que atestan que  sus abuelos poseen la nacionalidad haitiana. En este sentido para ser ratificado por el parlamento el primer ministro debe presentar copia de actas de nacimiento de sus abuelos y sus documentos de viajes que demuestran que no tiene una nacionalidad extranjera. 

Después de la etapa de ratificación, el Primer Ministro debe presentar su política general ante el parlamento para ser aprobada. Si  es rechazada, el Presidente debe someter otra persona al parlamento. Según muchos observadores, la aprobación por el parlamento  de la política general de este primer Ministro no debe constituir un problema, porque dispone de una mayoría muy confortable y además es un excelente  técnico quien goza de prestigio de la comunidad internacional. Tiene una larga experiencia de la administración publica haitiana y un dominio perfecto de la política internacional.

Sin embargo, estos mismos observadores son muy escépticos y  se preocupan de la cohabitación de Jean Max Bellerive  con el proyecto continuista del Presidente Preval y también para que su destino sea diferente de la Ex Primera Ministra quien fue destituido por razones políticas injustificadas.     

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!