LOADING

Type to search

Países do MERCOSUL assinarão manifesto apoiando presidente Zelaya

Share

Nos dias 23 e 24 de julho, quinta e sexta-feira, será realizada em Assunção, Paraguai, (atual Presidente Semestral do MERCOSUL) a “37ª Reunião Ordinária do Conselho Mercado Comum (CMC) e da Cúpula de Presidentes do MERCOSUL (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) e Estados Associados”, (Bolívia, Chile, Equador e Venezuela, em fase de associação plena) para tratar de assuntos econômicos e políticos do Bloco, dentre eles questões financeiras, tarifária (busca de uma Tarifa Externa Comum para os países membros, que tem sido constantemente adiado) e a proposta que será feita pelo Brasil de adoção de moedas locais para as transações comerciais dentro dos países do Bloco Econômico, reproduzindo a experiência que tem sido feita entre Brasil e Argentina, com o uso tanto do Real (moeda brasileira) quanto do Peso (moeda argentina).

 

Será uma forma de economizar as reservas de dólares e euros que os países dispõem, além de reduzir a dependência em relação a essas moedas estrageiras. Também será passada a presidência semestral do Bloco para o Uruguai. O presidente Lula (Brasil) pretende fazer uma reunião especial com o presidente paraguaio, Fernando Lugo.

Os presidentes do Peru e da Colômbia não participarão do encontro, mas mandarão representantes. Ficou aberta a possibilidade de ser convidado a participar o ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, mas está acertado que os líderes assinarão um manifesto apoiando o ex-presidente, exigindo seu retorno ao país e retomada do governo.

Até o momento os países da América do Sul foram os que mais se manifestaram pelo retorno de Zelaya, em especial a Venezuela, o Equador, a Bolívia e a Argentina. Os três bolivarianos foram os mais ativos no processo até o momento. Tanto que pesam sobre Hugo Chávez as acusações de ser um dos responsáveis pela medida de urgência adotada pelo grupo que compõe o atual governo hondurenho.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.