LOADING

Type to search

Para Rússia e China a adoção de sansões contra o Irã continua sendo “o último recurso”

Share

Ontem, dia 2 de março, a China defendeu “mais esforços diplomáticos” para a resolução do contencioso nuclear do Irã. Da mesma forma, o presidente da Rússia, Dimitri Medvedev, também se posicionou contra sansões.

Apelamos para uma resolução da questão nuclear iraniana por meios diplomáticos. Acreditamos que ainda há espaço para a diplomacia“, disse um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Qin Gang, logo após ser questionado pelo presidente russo.

Acreditamos que as partes envolvidas devem aumentar os esforços diplomáticos e pugnar pelo progresso no diálogo e nas negociações para resolver a questão“, acrescentou.

A Rússia está pronta, juntamente com os nossos outros parceiros, a considerar a imposição de sanções” se não houver saída nas negociações, disse Dmitry Medvedev numa conferência de imprensa em Paris.

Essas sanções deverão ser calibradas e inteligentes. Não devem atingir a população civil“, indicou o Presidente russo.

A China e a Rússia são dois dos Estados no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) que possuem poder de veto. Ambos são os maiores compradores de petróleo iraniano. Além disso, Beijing tem milhões de dólares investidos no Irã para que este possa lhe fornecer petróleo.

As discussões sobre sancionar ou não o Irã fica cada vez mais difícil, uma vez que duas grandes nações são contra o seu uso de imediato.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta