LOADING

Type to search

Parlamento Centroamericano: entre a reestruturação e a crise

Share

Os dirigentes do Parlamento Centroamericano (PARLACEN) reunir-se-ão de 17 a 19 deste mês (setembro) para discutir a crise institucional em que se encontra esta instância regional. Também para discutir sobre o processo de integração da República Dominicana, que fica geograficamente na região caribenha.

O PARLACEN é um organismo parlamentar regional, criado em 1991, e tem por objetivo facilitar o processo de integração dos países da região centroamericana. Está composto por vinte deputados de cada país membro: Guatemala, Honduras, Salvador, Nicarágua e Panamá. A Costa Rica é o único país da região que não integra este organismo por considerá-lo inoperante, também devido sua composição e formas de financiamento.

O Panamá, por meio de seu chanceler, Juan Carlos varela, manifestou sua intenção de retirar-se deste organismo por também considerá-lo  improdutivo e inoperante. Varela negou que esta decisão vá contra à integração regional, como sustentam alguns membros dessa instituição. É importante destacar que Panamá e Costa Rica constituem as duas economias mais importantes da região.

Como em outros organismos regionais, o PARLACEN deve dar mostras de dinamismo e iniciativas na resolução dos principais problemas regionais, para poder justificar sua existência e atrair os países reticentes.

 

ORIGINAL

POLÍTICA INTERNACIONAL – Parlamento Centroamericano: entre  reestructuración y crisis

Los dirigentes del Parlamento Centroamericano (PARLACEN) se reunirán del 17 al 19 de este mes para discutir sobre la crisis institucional en que se encuentra esta instancia regional, también discutir sobre el proceso de integración de la Republica Dominicana que se ubica geográficamente en la región caribeña.

El PARLACEN es un organismo parlamentario regional creado en 1991 que tiene por objetivo facilitar el proceso de integración de los países de la región centroamericana. Esta compuesto por 20 diputados de cada país miembro: Guatemala, Honduras, Salvador, Nicaragua y Panamá. Costa Rica es el único país de la región que no integra este organismo por considerarle inoperante, también por su composición e financiación.

Panamá  a través de su canciller Juan Carlos Varela ha manifestado su intención de retirarse de este organismo por considerarlo también improductivo e inoperante. Varela negó que esta decisión vaya en contra de la integración regional, como sostienen algunos miembros de este organismo. Es importante destacar que Panamá y Costa-Rica constituyen las dos economías más importantes de la región.

Como en otros organismos regionales, el PARLACEN debe hacer muestras de dinamismo e iniciativas en la resolución de los principales problemas  de la región para poder  justificar su existencia e atraer los países reticentes.

Tags:
Jean Garry - Porto Príncipe (Haiti)

De nacionalidade haitiana, é formado em Marketing pela Universidad Interamericana de Santo Domingo, possui Pós-Graduação em Gestão de Projetos Sociais pela Universidad Autónoma de Santo Domingo e Mestrado em Economia pela Universidad Internacional de Andalucía (Espanha). É graduado no Curso de Gerenciamento Social do Instituto de Desenvolvimento Social (INDES) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, e do curso Gestão Estratégica do Desenvolvimento Social e Regional da Comissão Econômica para América Latina (CEPAL) em Santiago do Chile. Tem experiência como Gerente de Marketing em diversas empresas privadas e trabalhou como consultor em Desenvolvimento Comunitário do Ministério de Obras Públicas do Haiti e em diversos projetos de desenvolvimento.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.