LOADING

Type to search

Share

Antigos funcionários do “Partido Comunista Chinês” (PCC) divulgaram uma carta dirigida ao governo solicitando a realização de uma reforma no Partido. A carta foi publicada na internet, e já sofre com a censura.

Ela foi assinada por 23 ex-Altos Funcionários do PCC, onde mencionam a censura, denunciam a falta de liberdade de expressão e fazem críticas à Constituição chinesa de 1982. “Se o PCC não se reformar, se não se transformar, perderá a sua vitalidade e terá uma morte natural”, advertem na carta.

O que chamou a atenção na carta foi um dos signatários, Li Rui, o ex-secretario pessoal de Mao Zedong, fundador da “Republica Popular da China” e Hu Jiwei, antigo editor do diário oficial do PCC, o “Diário do Povo”.

Autoridades responsáveis pelos meios de comunicações e pela publicação na internet não se pronunciaram oficialmente quanto ao ocorrido e nem foi explicado o motivo de pessoas que fizeram parte da história da China comunista estar entre os signatários.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!