LOADING

Type to search

Potências chamam Irã para novas negociações

Share

Representantes das grandes potências declararam que somente uma ampla rodada de negociações poderá levar à suspensão das sanções que estão sendo aplicadas ao Irã. Um funcionário alemão do “Ministério de Economia e Tecnologia”, Jochen Homann, afirmou que os principais países envolvidos na aplicação das pressões contra o governo iraniano estão dispostos a negociar de imediato.

A declaração foi feita na “Assembléia Anual da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA)”. Em suas palavras, “apresentamos uma oferta abrangente de cooperação. O Irã deve fazer com que suas palavras sejam seguidas por fatos, e voltar à mesa de negociação agora”.

Crescem no Ocidente as suspeitas de que os iranianos podem partir para a ação extrema. Na “Organização das Nações Unidas” (ONU), Mahmoud Ahmadnejad, presidente do Irã, afirmou que qualquer tentativa de bombardear as instalações nucleares do país gerará uma guerra sem limites. A declaração foi feita em tom ameaçador indicando que há suspeitas dos iranianos de que a medida possa realmente ser adotada por Israel, com apoio dos EUA.

Ontem, dia 21 de setembro, foram apreendidas na Itália, aproximadamente, 7 toneladas de explosivo T4, provenientes do Irã. O material foi apreendido em um contêiner que transportava leite em pó, estando armazenado entre o carregamento de leite. Segundo informações da polícia italiana, não se acredita que ele se destinava à Máfia italiana, pois seguia para a Síria. O T4 tem um dos principais componente na produção do C4, outro explosivo, amplamente utilizado por grupos terroristas.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!