LOADING

Type to search

Projeto nuclear iraniano continua, agora com busca de auto-suficiência em urânio

Share

Apesar do reatamento das negociações sobre o seu “programa nuclear” com as grandes potências ocidentais, o Irã continua investindo na adoção de medidas que possam dar-lhes a autonomia absoluta no setor.

As grandes potências, configuradas no G5+1 (EUA, França, China, Rússia, Reino Unido, mais a Alemanha), estão retomando os diálogos e não pretendem excluir o Irã do processo, mas o governo iraniano está optando por manter a postura confrontadora.

Após terem anunciado que farão o enriquecimento do combustível nuclear a 20%, algo que está vetado pela comunidade internacional, e ter iniciado os trabalhos na usina de Bushehr, a prioridade ornou-se adquirir urânio em seu próprio território para não ser dependente da importação deste mineral.

Para tanto, o Órgão iraniano de Energia Atômica está recebendo recursos do governo e traçou um plano em que o país está dividido em quatro regiões, objetivando encontrar o material.  Caso consigam, o seu “programa nuclear” trará mais dificuldades à comunidade internacional, razão pela qual EUA e Israel declararam que vão continuar a realizar trabalhos conjuntos no monitoramento das atividades nucleares do Irã.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!