LOADING

Type to search

Radiação preocupa vizinhos do Japão e “Comunidade Internacional”

Share

O vazamento nuclear no Japão se tornou uma preocupação de japoneses e de outros países. Após o incidente em Fukushima, produtos importados do Japão estão sendo fiscalizados e chegaram a ser barrados em alguns lugares.

Dos seus vizinhos, a Rússia anunciou ter encontrado traços de “Iodo-131” provindos do arquipélago japonês. Segundo Boris Bula, diretor do “Serviço Meteorológico” da região, os índices encontrados estão várias vezes maiores que os níveis aceitáveis. Os índices utilizados estão entre 7 e 16 microroentgens por hora. Segundos as fontes russas, os níveis de radiação encontrados foram de 30 microroentgens por hora.

O Governo chinês, por sua vez, informou que os níveis de “Iodo-131” encontrados na China foram “extremamente baixos”. A radiação no país já foram medidas 2 vezes nesta semana e o “Comitê de Emergência Nuclear da China”, afirmou que os referidos vestígios apresentavam “níveis extremamente baixos” de radioatividade, “abaixo dos 100.000 graus da radiação natural”.

Atualmente, a situação está sendo considerada como “muito grave” no Japão. O principal porta-voz do governo, Yukio Eda, anunciou a gravidade após a detecção de quantidades residuais de plutônio no solo da usina nuclear “Fukushima 1”. Os responsáveis pelo plano de contenção do risco nuclear têm mantido os japoneses calmos e deixam claros os esforços para evitar o agravamento da situação.

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!