LOADING

Type to search

Reintegração completa de Honduras à Comunidade Internacional será facilitada com assinatura de Acordo com FMI

Share

O governo de Honduras está trabalhando para sua total reintegração à “Comunidade Internacional”. Um passo fundamental será a assinatura do Acordo com o “Fundo Monetário Internacional” (FMI) que está em negociação entre as autoridades econômicas do país e os representantes do Fundo, desde o dia 2 de agosto.

Analistas apontam que este passo é determinante, pois permitirá que o governo Lobo tenha acesso aos recursos essenciais para a recuperação da economia, garantia do projeto de estabilização política e manutenção da democracia no país.

O retorno à “Organização dos Estados Amercianos” (OEA) está nas metas do atual presidente, Porfírio ‘Pepe’ Lobo, apesar das dificuldades impostas pelos países da América do Sul, em especial pelo Brasil, que se viu envolvido na crise hondurenha e mantém o posicionamento de não reconhecimento das eleições ocorridas em Honduras no final de 2009.

No entanto, começam a surgir fatores facilitadores, dentre eles o projeto de assinatura de um “Acordo  de Livre Comércio” entre o “Mercado Comum do Sul” (MERCOSUL) e o “Sistema de Integração Centro-Americano” (SICA), que está sendo plenamente defendido e estimulado pelo Brasil. Honduras foi reincorporada no SICA, recentemente, por seis dos sete países votantes, tendo sido recusada apenas pela Nicarágua.

Durante a visita do presidente de El Salvador, Maurício Funes, ao Brasil, no dia 9 de agosto, este defendeu e reincorporação dos hondurenhos na OEA, apesar da contraposição do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Observadores afirmam que é uma questão de tempo para que haja a aceitação do atual governo hondurenho, pois a construção da interdependência de mercados que está sendo forjada não ficará estgnada por uma questão que tende as ser vista como ideológica e prejudicial ao concerto dos países em suas aproximações políticas, econômicas, sociais e culturais.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.