LOADING

Type to search

RÚSSIA DECIDE ADOTAR POSTURA ATIVA NA CONDUÇÃO DO CASO IRANIANO

Share

O presidente da Rússia, Dimitri Medvedev, deu declarações à imprensa internacional, a partir das quais os analistas estão concluindo que o país pretende assumir um papel ativo na solução do problema iraniano.

O governo afirmou que continuará fornecendo combustíveis aos iranianos, pois a concordância do país foi com as sanções definidas pela ONU e não com as sanções unilaterais que foram aplicadas há algumas semanas pelos EUA e pela “União Européia”.

 

Segundo a declaração de Medvedev, as sanções da ONU são plenas para afetar os setores militares iranianos. A Rússia divide com o Irã reservas de gás natural no Mar Cáspio e fez vultosos investimentos neste país com o intuito de parceria para exploração e exportação do combustível para Europa e China, que também investiu bilhões de dólares em infra-estrutura para garantir o fornecimento de gás ao seu país.

Diante da tensa situação internacional, causada pelo “programa nuclear iraniano”, do qual há suspeitas de ter como fim a produção de armamentos atômicos, os russos não puderam se manter em passo de espera. Qualquer ação extrema na região afetará diretamente o território e a economia russa, por isso estão se vendo obrigados a assumir as rédeas do processo.

Ao anunciarem que fornecerão combustível aos iranianos estão fazendo dentro das regras definidas pela ONU e que na época foram acordadas com os EUA e potências européias. Mas, para tanto, estão exigindo esclarecimentos do Irão acerca de seu programa nuclear. Nas palavras do estadista russo, o presidente Medvedev, “O Irã é nosso sócio comercial ativo e histórico, mas isso não significa que a forma com que desenvolve seu programa nuclear e os componentes militares desse programa nos sejam indiferentes“, complementando: “Esperamos pelos esclarecimentos correspondentes por parte do Irã“.

Tal declaração foi realizada com a chanceler alemã Angela Merkel, o que demonstra estar atuando no cenário diplomático de forma ampla para garantir o equilíbrio do sistema e preservar a paz mundial.

Segundo declarações dos iranianos, o presidente russo, também está formulando um “mapa do caminho” para solucionar a crise, tanto que as solicitações de esclarecimentos sobre o programa nuclear do Irã são rígidas, principalmente depois de o governo iraniano ter anunciado que já está produzindo combustível enriquecido a 20%.

Analistas tem concluindo também que as iniciativas russas são bem vindas pelos norte-americanos, que desejam medidas sólidas e equilibradas para a região, acreditando também que os russos tem um papel importante neste processo, complementando as aproximações produtivas que as duas potências tem realizado as quais os observadores internacionais são seguros em afirma que será a principal garantia de organização sólida e plena das relações internacionais neste início de século.

Observadores tem percebido que os norte-americanos têm consciência da importância dos russos e estão celebrando grandes acordos com o seu governo, pois sabem que os dois países podem conduzir um processo estável de governança global.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.