LOADING

Type to search

Share

Em sua primeira visita oficial à Casa Branca, sob a gestão de Barack Obama, no dia 30 de março, o Presidente da França, Nicolas Sarkozy, que, atualmente, vive a pior taxa de popularidade de seu governo, tenta aproximar as agendas da França e da União Européia à dos EUA.

Na Universidade de Columbia, em Nova Yorque, o chefe de Estado francês, demonstrou sua admiração pela cultura local e aproveitou o momento para pedir mais multilateralismo: “O que eu amo no modelo americano é justamente o reconhecimento do trabalho e do mérito (…). O mundo precisa de uma América aberta, de uma América generosa, de uma América que mostre o caminho, de uma América que escute“.

Falo ao grande povo dos Estados Unidos para que compreendam que a Europa e os Estados Unidos têm de trabalhar em conjunto (…) não existe nenhum país no mundo no século XXI que possa governar sozinho o mundo“, complementou Sarkozy, perante a platéia de estudantes e professores.

Concretamente, a visita de Sarkozy não resultou em avanços significativos na aproximação entre os EUA e a Europa. Para que isso ocorra, a Europa terá de organizar e fortalecer as novas instituições criadas pelo Tratado de Lisboa. Desta forma, será capaz de recuperar sua voz e a influência global enfraquecida pela crise e desestruturação do Bloco.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!