LOADING

Type to search

Situação em Honduras permanece em “passo de espera”

Share

Apesar de ter sido estabelecido pelo ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, o dia 15 de outubro como data limite para o acordo para finalizar a crise em seu país, as negociações continuam em passo de espera.

 

As reuniões foram estendidas para hoje, dia 16 de outubro, tendo sido afirmado que o resultado sairia até as 12h00. Até o momento, nenhum resultado foi anunciado pelos meios de comunicação de hondurenhos e Internacionais, nem pelos veículos oficiais.

Patrícia Rodas, que foi chanceler do governo do ex-presidente Manuel Zelaya, está na cidade de Cochabamba, Bolívia, para uma reunião com representantes dos países signatários da ALBA (Aliança Bolivariana para as Américas) estudando a adoção de novas medidas a serem adotados pelos membros do Bloco.

O intuito é pressionar pela restituição de Zelaya ao cargo presidencial. Estão estudando a possibilidade de submeter Honduras a um bloqueio econômico e comercial até que o atual governo renuncie.

Independentemente dessas medidas, o clima no país é de expectativa de se chegar a um acordo. Hoje, já foram anunciados que 95% dos aspectos estão acertados, restando apenas detalhes acerca da restituição do ex-presidente, que foi afastado sob a acusação de crimes contra o país.

Qualquer notícia pode estar sendo usada com o caráter de “operações psicológicas”, por ambos os lados. Por isso, as informações devem ser tomadas com cautela. Até o momento foram anunciados os seguintes pontos como acertados:

  1. “governo de unidade e reconciliação nacional”, composto por membros de vários partidos políticos;
  2. Suspensão da convocação de uma Assembléia Constituinte, que era a pretensão de Manuel Zelaya;
  3. As Forças Armadas ficam à disposição do Tribunal Supremo Eleitoral, desde o dia 26 de outubro (um mês antes das eleições previstas);
  4. Será criada uma comissão acompanhar que o acordo seja cumprido;
  5. Ambas as partes acertaram que devem ser normalizadas as relações com a sociedade internacional.

Alguns jornais estão afirmando que também foi acertado que não haverá anistia plena para ambos os lados, além de ter sido aceita a volta de Manuel Zelaya ao cargo, mas estes pontos não estão confirmados, tanto que as negociações não finalizaram e tem sido adiada a declaração final sobre o acordo.

Outro fato importante é que o Alto Comissariado da ONU (Organização das Nações Unidas) anunciou, hoje, dia 16 de outubro, que enviará uma Missão à Honduras no domingo, dia 18, para verificar se houve violações no país. Não foram divulgados os membros da equipe que comporão a Missão, mas se sabe que ela ficará até o dia 7 de novembro no país. Sua função será obter informações necessárias para preparar um informe especial solicitado pelo Conselho de Direitos Humanos (CDH).

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.