LOADING

Type to search

Share

Uma mega operação das autoridades tailandesas invadiu o assentamento dos manifestantes com a finalidade de acabar com seus alojamentos e removê-los das quatro quadras que ocupam no centro da capital do país. A ação obteve a dispersão dos manifestantes e os líderes do grupo manifestante “camisas vermelhas” declararam o fim dos protestos para evitar mais feridos e mortos.

A operação realizada pelo exército da Tailândia resultou em 58 pessoas feridas e seis mortas durante o processo. Entre os mortos estava uma jornalista italiana e entre os feridos, militares, manifestantes e também representantes da imprensa internacional.

Embora haja o “sucesso imediato” da operação, existe a possibilidade da continuação das manifestações por parte da população e de outros manifestantes que se desapontaram com o anúncio dos lideres em dispersar todos do centro da cidade de Bangkok.

Após a operação, o governo anunciou que a cidade ainda não está sob total controle. Por isso, manterá e ampliará o toque de recolher obrigatório em 23 províncias do país para evitar o surgimento de novos grupos através do contato entre os anti-governistas. O primeiro ministro, Abhisit Vejjajiva, prometeu restaurar a paz no país, erguer a nação e sua economia. 

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!