LOADING

Type to search

Thomas Shanon desvincula o reconhecimento das eleições hondurenhas e a volta de Zelaya ao poder

Share

O Secretário de Estado Adjunto para Assuntos do Hemisfério Ocidental e indicado pelo Presidente norte-americano, Barak Obama, para ocupar o cargo de embaixador dos EUA no Brasil, declarou que não existem vínculos entre a restituição de Zelaya ao poder e o reconhecimento das eleições, que ocorrerão no dia 29 de novembro deste ano.

Acrescentou ainda que “No acordo, o governo de unidade nacional é à parte da restituição“. Ou seja, que não há obrigatoriedade da restituição de Zelaya, para que o governo de união seja constituído, o que, de forma explícita, desobriga o Congresso hondurenho a votar a restituição de Zelaya em caráter emergencial e também que a votação seja apenas a ratificação da reocupação do cargo, podendo excluí-lo definitivamente do poder.

Apesar de a secretária de Estado do EUA, Hillary Clinton, ter se pronunciado a favor da restituição do ex-presidente, a declaração é “diplomática”, sem significar que o Departamento de Estado defende esta tese.

O presidente do Congresso de Honduras, José Angel Saavedra, disse, hoje, que “O Congresso não irá atrasar ou fugir de sua responsabilidade histórica“, querendo significar que não tardará o debate sobre a questão. No entanto, não informou quando conseguirá reunir os deputados, o que termina por esvaziar sua declaração, já que não traz elementos novos sobre a indefinição da data de votação. Em síntese, as declarações que estão surgindo são para amenizar a situação.

Percebendo a ação, o ex-presidente Zelaya está se pronunciando por meio das rádios, solicitando que os seus partidários pressionem o Congresso no intuito de acelerar a votação.

Isso está sendo feito de dentro da embaixada brasileira. O fato pode trazer problemas ao governo brasileiro, pois será um elemento útil para a denúncia dos atuais mandatários hondurenhos contra Brasil, na Corte Internacional de Justiça de Haia.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!