LOADING

Type to search

Venezuela está quase fora do Acordo para construção da “Usina Abreu e Lima” no Brasil

Share

Os problemas políticos internos, o desarranjo da economia, a crise econômica e a falta de recursos para investimentos da Venezuela estão levando a que a “Petróleos de Venezuela S/A” (PDVSA) seja afastada da parceira para a construção da “Refinaria de Petróleo Abreu e Lima”, em Suape, no Brasil.

O problema diz respeito ao não cumprimento do Acordo assinado entre esta empresa e a Petrobrás, pelo qual ficou acertado que seriam feitos investimentos dos dois países (duas empresas, com 40% para a PDVSA e 60% para a PETROBRÁS), mas a parte da Venezuela não foi cumprida, pois os recursos viriam da instituição brasileira “Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social” (BNDES), que recusou emprestar dinheiro aos venezuelanos devido à falta de garantias e ao grande risco no processo.

O venezuelanos não destinaram nenhum recurso até o momento (o Aliança foi acertado em 2005), pois há escassez para investir em projetos no exterior, já que o país passa por um grave crise econômica e política.

A Petrobrás anunciou que manterá o cronograma das obras, com ou sem a presença venezuelana, cuja parceira foi e tem sido alvo de críticas no Brasil, pois já foram feitos avanços significativos na sua construção e se prevê que estará em operação no final de 2012.

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.