LOADING

Type to search

Wikileaks: O Primeiro-Ministro turco anunciou que pretende sair do Governo se for comprovada a veracidade das acusações dirigidas contra ele pelos diplomatas dos EUA

Share

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou ontem, 2 de dezembro, que pretende sair do Governo se for comprovada a veracidade das acusações dirigidas contra ele nos documentos diplomáticos norte-americanos, divulgados pelo “Wikileaks”.

A polêmica em torno dos documentos diplomáticos norte-americanos continua na Turquia, onde as revelações têm merecido grande destaque na imprensa e televisão turca e dominado a maioria dos debates políticos desde o dia 29 de novembro.

Em coletiva de imprensa realizada ontem, 2 de dezembro, Erdogan negou ter contas bancárias secretas na Suíça, como é citado no documento divulgado pelo site “Wikileaks”, e exigiu que os EUA “tomem medidas” contra os diplomatas responsáveis pelas “acusações infundadas, baseadas em rumores”.

Erdogan atacou também a imprensa turca e os partidos da oposição, que tem dado especial destaque às revelações. “Se vocês [imprensa e partidos da oposição] provarem que essas alegações são verdadeiras, eu abandonarei o meu cargo, mas será que vocês vão fazer o mesmo?”, questionou Erdogan.

O chefe de Governo da Turquia também assegurou que o seu Executivo recorrerá à justiça nacional e internacional para processar os diplomatas estrangeiros responsáveis por tais afirmações.

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!