LOADING

Type to search

Por enquanto, o “Reino Unido” escapa apenas da recessão técnica

Share

Na última quarta-feira do mês de março, o escritório britânico de estatística – “Office for National Statistics” – divulgou os dados de crescimento econômico apresentados no último semestre de 2011. Tecnicamente, o “Reino Unido” escapou de uma provável recessão, já que não apresentou crescimento negativo por dois semestres consecutivos, mas encontra-se longe de um cenário econômico positivo.

 

Segundo a OECD, sigla em inglês de “Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico”, a recuperação econômica do “Reino Unido” será uma das mais lentas entre as grandes economias mundiais. O último trimestre de 2011 apresentou uma queda de 0,3% na economia, diferentemente dos 0,2% esperado pelos analistas, segundo dados oficiais. De acordo com a Organização, estipula-se que o país entrará em recessão técnica devido aos índices negativos do primeiro trimestre de 2012, mas demonstrará taxas de crescimento a partir do segundo trimestre*.

Segundo o jornal inglês “The Guardian”, a economia britânica não apresenta nenhum crescimento desde setembro de 2010, já que neste período o país apresentou três trimestres de queda e dois de crescimento. A predominância de índices negativos na economia não é causada pela diminuição do número de exportações juntamente com a crise enfrentada pela Europa, mas sim pelo baixo consumo doméstico, segundo a publicação. A inflação, grande responsável, atingiu altos níveis para os parâmetros britânicos, chegando a 5%**. Os ganhos não andam acompanhando o alto crescimento dos preços.

————

Fontes:

* Ver:

http://www.guardian.co.uk/business/2012/mar/29/uk-back-in-recession-oecd

** Ver:

http://www.guardian.co.uk/business/2012/mar/28/technical-recession-uk-economy-sick

Tags:
Thiago Babo - Colaborador Voluntário

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.