LOADING

Type to search

Porta-aviões americano pode elevar tensões no Mar do Sul da China

Share

O Mar do Sul da China é uma das áreas mais relevantes para a política externa chinesa. Essa região é considerada pelo governo do país como estratégica, pois há nela potencial fonte de hidrocarbonetos, como petróleo e gás, além de ser rota de passagem para as exportações da China.

O ancoramento do porta-aviões USS Carl Vinson no porto vietnamita de Danang há duas  semanas, portanto, é percebido com cautela pelas autoridades chinesas. O Ministro das Relações Exteriores, Wang Yi, afirmou que a visita era “uma enorme perturbação para a paz e a estabilidade no Mar do Sul da China”. Esse posicionamento decorre da suspeita causada pelo aumento da presença estadunidense na área, já que pode estimular posturas mais assertivas dos países do Sudeste Asiático que têm disputas marítimas com a China. 

Ilhas Spratly e Paracel

Os vietnamitas, assim como os chineses, fundam seus pleitos de soberania no direito histórico de ocupação dos territórios. Ambos os Estados reivindicam direitos sobre os arquipélagos Spratly e Paracel. Em novembro de 2017, após reunião entre o Presidente chinês, Xi Jinping, e o Secretário-Geral vietnamita, Nguyen Phu Trong, houve concordância entre os líderes para buscar uma solução pacífica para o conflito, inclusive por meio de um código de conduta no mar. Atualmente, há negociações desse código entre a China e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN)*.

A aproximação do Vietnã aos Estados Unidos, contudo, pode significar uma retomada de tensões na região. A presença de porta-aviões de uma potência global externa ao Sudeste Asiático é contrária ao interesse chinês e pode causar escalada militarista na área. A Marinha do país americano, por meio do Chefe do Comando do Pacífico, reconhece que a China já está expandindo sua presença militar no mar meridional, mas os observadores estão convergindo em apontar que o ato de ancorar um porta-aviões americano em território vietnamita pode dificultar as negociações entre a China e a ASEAN e impulsionar ainda mais o aumento do militarismo chinês nessa área marítima.

———————————————————————————————–                    

Nota:

* Organização internacional fundada com o objetivo de garantir a cooperação no Sudeste Asiático, da qual o Vietnam é um dos membros.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1PortaAviões USS Carl Vinson” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/USS_Carl_Vinson_(CVN-70)

Imagem 2Ilhas Spratly e Paracel” (Fonte):

https://vietnamveterannews.com/wp-content/uploads/2016/01/519.jpg

———————————————————————————————–

Demais Fontes Consultadas:

[1] Ver:

https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2018021610540089-marinha-eua-mar-sul-china-bases/

[2] Ver:

https://br.reuters.com/article/worldNews/idBRKBN1DC0UR-OBRWD

[3] Ver:

https://thediplomat.com/2018/03/china-dismissive-of-us-carrier-visit-to-vietnam/

4] Ver:

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/05/130518_conflito_mar_sul_china_marina_rw

Jonas Marinho - Colaborador Voluntário

Especialista em Direito e Relações Internacionais pela Universidade de Fortaleza. Especialista em Desafios das relações internacionais, especialização oferecida pela Universidade de Leiden & pela Universidade de Genebra em parceria com o Coursera. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.