LOADING

Type to search

Predomina ceticismo no cessar-fogo anunciado por Assad

Share

Apesar de comemorações, o ceticismo predomina entre as potências ocidentais e grupos rebeldes acerca do cessar-fogo anunciado pelo Governo sírio, que começou hoje, dia 26 de outubro, com previsão de durar até dia 29, segunda-feira.

 

De acordo com analistas, a fragilidade da proposta acertada está nas condições impostas por ambas as partes de que responderão a qualquer ação vinda do outro lado, levando todos à crença de que a trégua será minada durante estes quatro dias.

Da parte das potências ocidentais, em especial dos EUA, existe a esperança de que o período seja respeitado, pois poderá ser alavancado um período maior de paralisação do conflito, abrindo espaço para negociações, além de permitir neste momento o auxílio humanitário às populações afetadas dentro do país, a ser feito por equipes das “Nações Unidas” que estão esperando uma oportunidade para levar o material e o serviço necessário para este o trabalho de ajuda.

No entanto, de acordo com autoridades européias, norte-americanas e muitos dos opositores, o presidente Bashar Al-Assad não cumpriu até o momento nenhuma das promessas feitas, deixando o ceticismo generalizado como a única certeza para o os observadores internacionais.

Além disso, a proposta condicionada acaba levando em conta que a Oposição agirá de forma coordenada e se apresentará unificada, algo não real, pois há vários grupos opositores que atuam autonomamente e divergem entre si, tanto nas formas como deve ser combatido o Regime, como nas propostas de governo e liderança a ser adotada.

Ilustrativamente, um dos grupos opositores que combates com aramas o Governo, a “Frente Al Nusra” declarou, por intermédio do número dois em comando: “Entre nós e ele só há a espada”. 
Ou seja, deixou claro que não respeitará qualquer trégua proposta entre Assad e os demais opositores, levando a conclusão de que o Governo responderá sem condições de discriminar quem o está atacando. Por isso é alta a probabilidade de serem retomados os combates e encerrada a trégua.

————————————-

Imagem Guerra Civil Síria (Fonte Wikipédia):

http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_Civil_S%C3%ADria

————————————-

Fontes:

* Ver:

http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/siria-anuncia-suspensao-de-operacoes-militares-ate-segunda-feira

————————————-

Ver:

http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/onu-comemora-anuncio-de-tregua-temporaria-na-siria

Ver:

http://g1.globo.com/revolta-arabe/noticia/2012/10/eua-pedem-que-cessar-fogo-na-siria-seja-respeitado.html

Tags:
Marcelo Suano - Analista CEIRI - MTB: 16479RS

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!