LOADING

Type to search

Presidente argentino faz acordo com empresários para barrar demissões no país

Share

Visando enfrentar um Projeto de Lei apresentado pela Oposição que tramita na Câmara dos Deputados da Argentina, o presidente Mauricio Macri luta aliando-se ao setor corporativo para não sofrer qualquer derrota, já que seu governo não tem maioria no Congresso. Diante disso, o Presidente argentino reuniu executivos de grandes empresas para que elas se comprometam em não reduzir seus quadros de funcionários por 90 dias.  

O referido Projeto de Lei tem o objetivo de barrar as demissões na Argentina, iniciativa contra a qual o presidente Macri se posiciona. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, ele afirmou que o país tentou aprovar leis que proibiam demissões, em 2002, e essas medidas não trouxeram mais trabalho, entretanto destruíram os trabalhos que tinham.

Representantes de grandes conglomerados empresariais com representação na Argentina reuniram-se com o Presidente na Casa Rosada para assinar um documento, comprometendo-se em não demitir funcionários e, além disso, irão criar um projeto de investimentos com o intuito de aumentar o nível de emprego. Vale ressaltar que a classe empresarial é simpática ao governo do presidente Macri, cuja família é proprietária de um grupo empresarial dos ramos da construção, indústria automobilística, alimentação e coleta de lixo, conforme veiculou o jornal Folha de São Paulo.
Acreditamos que as medidas adotadas pelo governo são adequadas para encorajar a criação de emprego. Consideramos que a proposta da lei contra demissões introduz uma barreira ao trabalho, dificultando novos investimentos e gerando um efeito contrário”, diz o documento que foi assinado por Arcor, JP Morgan e Fiat, entre outras.  Sendo assim, percebe-se que o presidente Mauricio Macri trava mais uma batalha política no seu mandato, já que ele atribui a culpa pelo desemprego a sua antecessora, Cristina Kirchner.

Por fim, vale lembrar que Macri pretende vetar a futura Lei, uma vez que é preciso agir com cautela. “É preciso tomar muito cuidado porque a Argentina está aberta ao mundo; o mundo nos recebeu”, destacou, num sinal claro de que teme problemas sociais que coloquem a perder seus planos para atrair investidores.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

http://www.bigbangnews.com/politica/Tironcito-de-orejas-Macri-se-reune-con-100-empresarios-para-pedirles-que-inviertan-20160418-0029.html

Jamile Calheiros - Colaboradora Voluntária

Bacharel em Relações Internacionais e Direito, com especializações em Direito Público Municipal e em Política e Estratégia. Aluna especial no Mestrado Acadêmico em Administração pela UFBa. Possui experiência na área jurídica adquirida em estágios em escritórios de advocacia, Petrobrás, Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados. Tem experiência internacional, em Dublin – Irlanda. Diretora Institucional da BBOSS. Voluntária [email protected] - Project Management Institute – Capítulo Bahia, Diretoria de Alianças e parcerias desde Agosto de 2015.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!