LOADING

Type to search

[:pt]Presidente colombiano ganha o Prêmio Nobel da Paz[:]

Share

[:pt]

A população colombiana voltou às ruas para celebrar. Dessa vez, o motivo é a comemoração do Prêmio Nobel da Paz concedido ao presidente Juan Manuel Santos, no último dia 7 de outubro. A escolha do presidente Santos pelo Comitê norueguês em 2016 se deu devido aos seus esforços em tornar o Acordo de Paz com as Farc uma realidade no país, modificando, assim, a histórica guerra entre o Governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, algo que afeta indiretamente a América Latina.

Mesmo com a rejeição da população ao Acordo de Paz, a Porta-Voz do Comitê do Prêmio Nobel, Kaci Kullmann Fiveen, declarou que o Santos sempre contribuiu “para o final do conflito e para a paz na região.

Vale ressaltar que, apesar de o Prêmio ter sido uma forma de reconhecer os esforços do Presidente, segundo o Comitê, também é uma homenagem ao povo colombiano, que, mesmo com as grandes dificuldades, não perdeu a esperança de uma paz justa, além de, também, a todos que contribuíram para o processo de paz.

Há mais de 20 anos a América Latina aguarda o Nobel da Paz. Desde o ano de 1992 ele não vem para os latino-americanos, que, da mesma forma, reuniram esforços para que o Acordo de Paz fosse alcançado e também estão comemorando o resultado. Em 1992, foi concedido à ativista de direitos humanos guatemalteca Rigoberta Menchú, que, naquela época, foi reconhecida por sua luta pelos direitos dos povos indígenas.

Cumpre destacar, ainda, que o presidente Juan Manuel concorreu com muitos candidatos, já que neste ano (2016) o Prêmio bateu recorde de inscritos e com nomes de peso, tais como o Papa Francisco; o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Timoleón Jiménez; o ex-analista da CIA, Edward Snowden; e os moradores e voluntários que ajudam os refugiados nas ilhas gregas. O Prêmio será entregue em Oslo, capital da Noruega, no próximo dia 10 de dezembro.

O presidente Juan Manuel Santos se pronunciou após o anúncio de que foi laureado e declarou que recebe o “reconhecimento com grande  humildade e com um mandato para continuar trabalhando sem descanso pela paz dos colombianos. A esta causa vou dedicar todos os esforços pelo resto dos meus dias”.

Entretanto, as 8 milhões de coroas norueguesas (quase 3,2 milhões de reais, ou, aproximadamente, 987,6 mil dólares americanos) que serão recebidos pelo Nobel da Paz serão doados a fundações e programas relacionados às vítimas da Guerra Civil. Esse gesto tem como objetivo fazer com que o dinheiro possa compensar de alguma forma as vítimas do conflito armado, que já dura mais de 50 anos.

É mais um capítulo que está sendo escrito pela nova conjuntura política da Colômbia, que, da perspectiva de alguns observadores, irá persistir e resistir até que a paz seja implementada. Será algo que demandará tempo, ajustes e ambos os lados deverão ceder para que a sonhada harmonia entre a população colombiana seja enfim estabelecida.

———————————————————————————————–                    

ImagemJuan Manuel Santos” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Juan_Manuel_Santos#/media/File:Santos_Calderon_Juam_M.jpg

[:]

Jamile Calheiros - Colaboradora Voluntária

Bacharel em Relações Internacionais e Direito, com especializações em Direito Público Municipal e em Política e Estratégia. Aluna especial no Mestrado Acadêmico em Administração pela UFBa. Possui experiência na área jurídica adquirida em estágios em escritórios de advocacia, Petrobrás, Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados. Tem experiência internacional, em Dublin – Irlanda. Diretora Institucional da BBOSS. Voluntária [email protected] - Project Management Institute – Capítulo Bahia, Diretoria de Alianças e parcerias desde Agosto de 2015.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.