LOADING

Type to search

Presidente da China anuncia plano de reconstrução ao Oriente Médio

Share

Na terça-feira, 9 de julho, em Pequim, o Presidente da China, Xi Jinping, realizou o anúncio do que ele chamou de Modelo Petróleo e Gás ao Oriente Médio. O projeto, que tem como objetivo financiar um plano de reconstrução econômica e recuperação industrial, o qual inclui uma cooperação nos setores de petróleo e gás, energia nuclear e energia limpa, promete a criação de um pacote de US$ 20 bilhões em empréstimo, e cerca de US$ 106 bilhões em ajuda financeira.

Presidente da China, Xi Jinping

Além disso, o governo chinês irá oferecer uma ajuda financeira à Palestina no montante de US$ 15 milhões, com o fim de apoiar seu desenvolvimento econômico, e também irá dispor de US$ 91 milhões ao Iêmen, à Jordânia, ao Líbano e à Síria. Também será arquitetado um consórcio de Bancos chineses e de países árabes com um fundo que alcançará US$ 3 bilhões.

Pequim tem expandido seu interesse sobre o Oriente Médio nos últimos anos. A recente iniciativa do Governo central chinês foi a constituição da Initiative Road and Belt (Nova Rota da Seda). Sua proposta é investir bilhões de dólares em investimentos em infraestrutura nos Estados que compõem a antiga Rota da Seda, conectando China à Europa. O promédio de gastos anuais para os 68 países signatários do acordo alcança cerca de US$ 150 bilhões.  

Conforme especialistas em China afirmam, esta é uma das mais ambiciosas iniciativas da política externa do governo de Xi Jinping. Ao realizar investimentos como este na Ásia Central, acredita que, externamente, ao ter uma vizinhança econômica e socialmente mais estável permitirá às empresas chinesas abrirem novos mercados e, internamente, poderá estabilizar as tensões políticas com as regiões de Xijiang e Tibete.

Finalmente, no Iraque a ajuda financeira será de aproximadamente US$ 11,7 milhões para a reconstrução do pós-guerra. Em uma carta ao presidente iraquiano Faud Masum, proferida pelo embaixador chinês em Bagdá, Chen Weisheng, afirma que a China está ativamente envolvida com a reconstrução do seu aliado. Também acrescentou que as relações entre chineses e Iraque têm sido ampliadas ao longo dos últimos anos, destacando a importância de uma ação conjunta para expandir uma aliança estratégica.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Mapa Initiative Road and Belt” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/File:One-belt-one-road.svg

Imagem 2Presidente da China, Xi Jinping” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Xi_jinping_Brazil_2013.png

Tamara Sopelsa - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES). Dentre as área de interesse estão Segurança Internacional, Geopolítica e estudos sobre o Oriente Médio. Escreve no CEIRI Newspaper sobre o Oriente Médio, particularmente sobre Irã e Iraque.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.