LOADING

Type to search

Presidente mexicano planeja abrir licitações para extração de petróleo

Share

O Presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, disse na quinta-feira (dia 6 de setembro) que seu governo lançará propostas para a perfuração de poços de petróleo no início de dezembro (2018), como parte de um plano para aumentar rapidamente a produção do país. Lopez Obrador há muito critica a política do governo ainda no poder de abrir a indústria petrolífera ao capital privado e promete uma nova abordagem para fortalecer a estatal Petróleos Mexicanos (Pemex), e refinar mais petróleo no México.

O veterano esquerdista disse que suspenderá leilões para dar às empresas privadas o direito de explorar e produzir a partir de campos mexicanos, até que sua equipe tenha verificado as irregularidades nos contratos existentes.

Produção e exportação de petróleo do México (1950-2012)

Lopez Obrador, que toma posse em 1º de dezembro próximo, não deu detalhes sobre as novas propostas que anunciou durante uma coletiva de imprensa para revelar outros membros de sua equipe econômica, incluindo Vice-Ministros de mineração e comércio exterior. No entanto, uma fonte da indústria, que pediu anonimato porque não estava autorizado a falar publicamente sobre o assunto, disse que o Presidente provavelmente planeja oferecer contratos de serviço a empresas privadas para ajudar a Pemex a extrair mais petróleo bruto. Nos últimos meses, a produção do México caiu para 1,8 milhão de barris por dia, a menor em décadas.

As propostas para perfurar poços já estão sendo elaboradas. Vamos lançá-las a partir dos primeiros dias de dezembro”, declarou López Obrador, que também viajou para Tabasco, no sábado, para sua primeira reunião formal com empresas petrolíferas desde a eleição. Complementou ainda: “Estamos preparando o plano de resgate para a indústria do petróleo, que consistirá na extração de mais petróleo em breve, e vamos precisar dessas empresas com experiência, principalmente empresas nacionais”. Os leilões completos de exploração e produção geralmente levam cerca de seis meses de preparação.

O novo Presidente disse que não pretende aumentar os impostos de mineração na segunda maior economia da América Latina, mas distribuirá melhor os recursos reunidos sob uma lei de 2014 que criou um tributo para as empresas de mineração.

Como parte de um plano para estimular a economia e reduzir a migração para os Estados Unidos, afirmou ainda que dobrará o salário mínimo em uma zona de 30 quilômetros ao longo da fronteira, reduzirá pela metade a alíquota do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) para 8%, e diminuirá o imposto de renda para 20% na região. A área da fronteira inclui várias das maiores cidades do México, como Tijuana, Ciudad Juarez e Reynosa.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Posto Pemex em Puerto Vallarta” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Petroleum_industry_in_Mexico

Imagem 2Produção e exportação de petróleo do México (19502012)” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Petroleum_industry_in_Mexico

Tainan Henrique Siqueira - Colaborador Voluntário

Mestrando em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos. Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos. Experiência acadêmica internacional na Cidade do México e atuação profissional no Consulado do Panamá e no Turismo Nuevo Mundo. Concluiu trabalho de extensão sobre Direitos Humanos e Refugiados, iniciação científica na área do Direito Internacional e da Política Externa Brasileira, sendo esta segunda iniciação premiada em terceiro lugar entre as áreas de ciências humanas e ciências sociais aplicadas da UniSantos em 2015. Atuou como Monitor na disciplina de Teoria das Relações Internacionais­I, durante o último semestre de 2015. Atualmente é monitor e pesquisador do Laboratório de Relações Internacionais da UniSantos em parceria com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (LARI­IPECI), onde auxilia no desenvolvimento de projetos semestrais pautados por três frentes de pesquisa: 1) Direitos Humanos, Imigração e Refugiados; 2) Política Internacional e Integração Regional; e 3) Relações Internacionais, Cidades e Bens Culturais. Tem objetivo de seguir carreira acadêmica.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!