LOADING

Type to search

Share

No dia 26 de junho de 2011, sexta-feira, o primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, anunciou sua renúncia, conforme previsto. Kan estava sendo pressionado pela oposição e pela opinião pública, pois, de acordo com observadores internacionais, se mostrava inapto a governar o país no “pós-desastre de março de 2011”. Em junho, prometeu renunciar depois da aprovação de duas leis para a reconstrução do Japão. Uma era referente à promoção de fontes de energia renováveis. A outra referia-se à aprovação de um pacote de ajudas financeiras para a reconstrução do país.

 

A crise econômica e os escândalos de ministros nomeados por Kan também contribuíram para a queda de sua popularidade. Hoje, segunda-feira, dia 29 de agosto de 2011, haverá uma eleição interna para definir o próximo líder do partido.  Um dos nomes especulados é do “Ministro das Relações Exteriores”, Seiji Maehara.

Kan sucedeu Hatoyama, que renunciou em junho de 2010. O próximo Primeiro-Ministro será o terceiro do partido eleito em 2009 e o sexto a ocupar o cargo em cinco anos.

Tags:

Deixe uma resposta