LOADING

Type to search

Prioridade da saúde pública: Tuberculose endêmica em Angola

Share

A Tuberculose é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium Tuberculosis e pode acometer não apenas os pulmões, mas também o sistema nervoso e ósseo. Na população angolana, desde 2015, houve o aumento de óbitos causados pela doença, totalizando 51.805 casos novos em 2017, ascendendo à terceira causa mais comum de morte no país.

Logo do Fundo Global de Luta contra AIDS, Tuberculose e Malária

O Coordenador do Programa Nacional de Combate à Tuberculose, Ambrósio Dissadidi destacou que 6.784 casos são referentes a crianças menores de 15 anos, o que representa 13% do número totalizado em 2017. Esta declaração ocorreu em ocasião do Dia Mundial do Combate à Tuberculose, no dia 24 de março de 2018. Neste contexto foi realizado um seminário no qual o Secretário de Saúde Pública do Estado, José da Cunha, enfatizou a priorização desta pauta pelos agentes sanitários, assim como a salvaguarda do fornecimento da medicação específica. 

De modo complementar ao posicionamento dos agentes do Governo acerca da relevância da temática, o Fundo Global de luta contra a AIDS, Tuberculose e Malária, anunciou o investimento de 44 milhões para o financiamento de ações de saúde pública. A Coordenadora da Organização para a Angola, Adriana Jimenez salientou que o apoio do Fundo será de três anos, auxiliando na diminuição de mortes através do melhoramento da saúde da população, mais especificamente no caso da tuberculose, que possui índices crescentes de ocorrência.

João Lourenço, Presidente de Angola

Anteriormente, no início do mês de março (2018), o Presidente João Lourenço comunicou sobre a realização de obras de ampliação no Hospital Sanatório de Luanda em busca, não apenas para ampliar a capacidade das instalações, mas principalmente para fornecer uma melhoria da assistência aos pacientes de tuberculose.

Entretanto, como apontou Manuel Jacob, responsável pelo Centro Provincial de Tratamento da Tuberculose da província de Benguela, situada a oeste do país, o tratamento dos pacientes em estágio controlado é frequentemente interrompido, comprometendo o processo de cura e de controle da transmissão.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Imagem ilustrativa de pulmões afetados pela bactéria causadora da tuberculose” (Fonte):

http://www.comocurar.net/wp-content/uploads/2015/01/tuberculose-750×400.png

Imagem 2Logo do Fundo Global de Luta contra AIDS, Tuberculose e Malária” (Fonte):

https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRh6BLB0gbvKnxt2I8QFenmdHgxzLYpuPOY9K8oKG_LpaWWNajm_Q

Imagem 3João Lourenço, Presidente de Angola” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Louren%C3%A7o#/media/File:Joao_Lourenco_May_2017.jpg

Lauriane Aguirre - Colaboradora Voluntária

Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Dentre as áreas de interesse encontram-se Cooperação Técnica Internacional e Segurança Internacional. Como colaboradora do CEIRI Newspaper escreve sobre o continente africano, mas especificamente os países de língua portuguesa.

  • 1

Deixe uma resposta