LOADING

Type to search

Protestos em Montenegro pedem pela queda do Primeiro-Ministro

Share

Seguindo a onda recente de protestos contra o Governo que assolam Podgorica, a capital de Montenegro, desde o mês de setembro[1], milhares de manifestantes se reuniram no último sábado (17 de outubro) defronte à sede do Parlamento. Diferente dos anteriores, desta vez, as forças policiais foram acionadas, reprimindo os manifestantes com armas não-letais.

Andrija Mandic, líder do principal bloco oposicionista – o Frente Democrática – alegou que chamará por apoio a nível nacional para sua causa maior, a saída do primeiroministro Milo Djukanovic[2]. Onze pessoas foram detidas, incluindo dois parlamentares, membros da Frente Democrática. De maneira extraoficial, a polícia da capital montenegrina estima que 5 mil pessoas compareceram à manifestação, mas, de acordo com os líderes do levante, foram cerca de 10 mil participantes[3].

No domingo, dia 18 de outubro, uma sessão extraordinária do Comitê de Segurança do Parlamento foi convocada para averiguar se não houve excessos por parte da Polícia com os manifestantes. Nesta reunião, representantes do Ministério das Relações Exteriores e Integração Europeia e do Ministério do Interior reiteraram a necessidade do diálogo entre a situação e os partidos opositores. O PrimeiroMinistro afirmou que “o interesse dos cidadãos montenegrinos é o desenvolvimento e a estabilidade[4], e não se manifestou em relação às demandas dos partidos opositores.

Montenegro é um País Candidato ao acesso à União Europeia (UE) e, conjuntamente, pleiteia a entrada na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). Este último, foi o fator que irrompeu os primeiros protestos contra o Governo neste ano de 2015. Metas de transparência e combate à corrupção são pré-requisitos para a entrada no Bloco Europeu – sendo um ponto crítico para a aceitação da UE, levando em consideração que, desde a dissolução da Iugoslávia, em meados da década de 1990, a mesma elite política obtém o poder no Governo.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

https://www.balkaninsight.com/en/file/show//Images/Images.New/Places/Montenegro/protest,%20october%2018%20004.jpg

———————————————————————————————–

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://jornal.ceiri.com.br/protestos-anti-governo-em-montenegro-pedem-renuncia-do-primeiro-ministro-por-ser-pro-otan/

[2] Ver:

http://www.reuters.com/article/2015/10/18/us-montenegro-protests-idUSKCN0SC0SR20151018

[3] Ver:

http://www.balkaninsight.com/en/article/podgorica-protesters-give-pm-six-days-to-resign-10-18-2015

[4] Ver:

http://www.b92.net/info/vesti/index.php?yyyy=2015&mm=10&dd=18&nav_category=167&nav_id=1052829

Matheus Felten Fröhlich - Colaborador Voluntário Júnior

Mestrando em Ciências Sociais pela PUC-RS. Bacharel em Relações Internacionais (2014), pelo Centro Universitário Univates de Lajeado - RS, realizou estudos em Segurança Internacional na Högskolan i Halmstad em Halmstad, Suécia (2013). Áreas de interesse em pesquisa são em Política Internacional, Segurança Internacional, Península Balcânica e etnias nas Relações Internacionais.'

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.