LOADING

Type to search

Putin solicita à Gazprom a reabertura do projeto “Yamal-Europe 2”

Share

Gasoduto Yamal-Europe e o seu projeto de extensão, Yamal-Europe 2Em encontro realizado no último dia 3 de abril deste ano (2013), o “Presidente da Federação Russa”, Vladimir Putin, impeliu o CEO da empresa de energia russa Gazprom, Alexei Miller, à reabertura do projeto “Yamal-Europe 2” (YE2), que consiste numa extensão do gasoduto preexistente “Yamal-Europe” (YE)[1]. O Projeto visa o aumento da segurança de abastecimento de países europeus como a Polônia, Hungria e Eslováquia.

Na reunião, Putin afirmou que “devido ao Nord Stream e o South Stream nós praticamente descartamos a Yamal-Europe 2. Nós começamos, praticamente, os trabalhos no South Stream e eu gostaria de pedir-lhe para revisitar o projeto Yamal-Europa 2[2]. Em resposta, Miller afirmou que a construção do YE2, levando gás à “Europa Central” através da Bielorússia, já era uma possibilidade considerada pela empresa.

A importância deste projeto reside na tentativa russa de tornar o abastecimento dos países europeus menos dependente da política ucraniana. Nos últimos anos, disputas de preços entre Rússia e Ucrânia prejudicaram em larga escala os países da Europa, uma vez que grande parte dos gasodutos russos transitam pelo território ucraniano.

Para o CEO da empresa, uma análise preliminar aponta para a possibilidade de implementação da extensão do gasoduto para os anos de 2018-2019. Afirmou: “As negociações foram realizadas com a Polônia, Hungria e Eslováquia ao nível corporativo. Estaríamos prontos para começar a trabalhar o estudo preliminar de viabilidade, ou seja, o início da fase de pré-investimento[2].

Entretanto, o Ministro do Tesouro da Polônia, Mikolaj Budzanowski, apresentou certa descrença em relação ao projeto do YE2, afirmando que “ninguém, exceto a empresa polaca [de energia] e o Governo polonês tem o direito de tomar decisões sobre o trânsito através do território polonês. É por isso que gostaria de lembrar com muito tato que não iremos construir uma nova rede de transporte de gás para a Polônia ou a União Europeia sob as instruções de ninguém, especialmente da Gazprom[1].

————————–

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://en.rian.ru/business/20130404/180432128/Putin-Tells-Gazprom-to-Revisit-Yamal-Europe-2-Pipeline-Project.html

[2] Ver:

http://news.belta.by/en/news/econom?id=711569

Tags:
Thiago Babo - Colaborador Voluntário

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.