LOADING

Type to search

Questões de migração e segurança podem interferir na renegociação do NAFTA

Share

Em uma entrevista ao Jornal Reuters, na última quinta-feira (dia 10 de agosto), o Ministro da Economia mexicano, Ildefonso Guajardo Villarreal, declarou que algumas questões relacionadas à cooperação em matéria de migração e segurança podem ser colocadas à mesa de negociação, caso os Estados Unidos imponham alguma exigência fora do contexto econômico mexicano, ao renegociar o Acordo de Livre Comércio da América do Norte.

Guajardo, que participará nesta quarta-feira (dia 16 de agosto) da primeira rodada de negociações do NAFTA com representantes dos EUA e Canadá, em Washington, disse que as novas tarifas sobre as exportações mexicanas para os Estados Unidos eram inaceitáveis.

Ministro da Economia do México, Ildefonso Guajardo Villarreal

De acordo com ele, se os norte-americanos não tratarem seu vizinho bem, comercialmente falando, não poderão esperar que o México também lhes trate bem, contendo as diversas ondas migratórias oriundas de diferentes regiões do mundo que atravessam o seu país rumo ao território estadunidense.

O controle das fronteiras e a entrada de migrantes ilegais sempre foram assuntos de grande importância e bastante discutidos por ambos. Entretanto, para os EUA, a questão de segurança fronteiriça é bem mais rigorosa do que para o México. Por isso, para alguns especialistas, o controle de migrantes pode ser uma forte moeda de barganha mexicana.

Guajardo também disse que se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quiser impor tarifas de 35% sobre as exportações mexicanas, o México poderá responder com ações “espelhadas”, colocando, por exemplo, uma tarifa igual na importação do milho amarelo norte-americano.

Para o Ministro mexicano, 60% das negociações econômicas do NAFTA podem estar resolvidas até o início de 2018. Contudo, as divergências no que tange ao aumento ou diminuição de algumas taxas sobre produtos estratégicos podem estender o processo das negociações.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1Bandeira dos EUA e México separadas por um muro” (Fonte):

http://www.gettyimages.com/photos/migration?excludenudity=true&family=creative&license=rf&page=1&phrase=Migration&sort=best&alloweduse=availableforalluses#license

Imagem 2Ministro da Economia do México, Ildefonso Guajardo Villarreal” (Fonte):

https://es.wikipedia.org/wiki/Ildefonso_Guajardo_Villarreal

Imagem 3Agente migratório checando visto de entrada nos EUA” (Fonte):

http://www.gettyimages.com/photos/migration?excludenudity=true&family=creative&license=rf&page=1&phrase=Migration&sort=best&alloweduse=availableforalluses#license

Tainan Henrique Siqueira - Colaborador Voluntário

Mestrando em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos. Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Santos. Experiência acadêmica internacional na Cidade do México e atuação profissional no Consulado do Panamá e no Turismo Nuevo Mundo. Concluiu trabalho de extensão sobre Direitos Humanos e Refugiados, iniciação científica na área do Direito Internacional e da Política Externa Brasileira, sendo esta segunda iniciação premiada em terceiro lugar entre as áreas de ciências humanas e ciências sociais aplicadas da UniSantos em 2015. Atuou como Monitor na disciplina de Teoria das Relações Internacionais­I, durante o último semestre de 2015. Atualmente é monitor e pesquisador do Laboratório de Relações Internacionais da UniSantos em parceria com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (LARI­IPECI), onde auxilia no desenvolvimento de projetos semestrais pautados por três frentes de pesquisa: 1) Direitos Humanos, Imigração e Refugiados; 2) Política Internacional e Integração Regional; e 3) Relações Internacionais, Cidades e Bens Culturais. Tem objetivo de seguir carreira acadêmica.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!