LOADING

Type to search

Recife: a Índia brasileira

Share

A “Índia brasileira”. É desta forma que Recife (cidade do nordeste brasileiro) começa a ser chamada pela concentração de empresas de software e telemarketing.

No Brasil, enquanto o setor de software paga melhor, mas exige qualificação, a de telemarketing remunera mal, mas é a chance do jovem conseguir seu primeiro emprego, ainda que este não seja o único perfil das pessoas que estão trabalhando neste setor, como as que não encontram empregos em suas respectivas áreas de formação e vêem no telemarketing a oportunidade de conseguir emprego.

 

De acordo com informações publicadas pelo jornal “Folha de São Paulo”*, a indústria do “call center” não exige experiência e já emprega mais que montadoras. As empresas dos setores estão reunidas no “Porto Digital”**, polo no Recife cuja produção lhe rendeu o título de maior parque tecnológico do Brasil.

O “Porto Digital” quer transformar a excelência tecnológica em grife mundial. O polo aguarda para este ano o registro geográfico de produtora de software e tecnologia da informação, concedido pelo “Instituto Nacional de Propriedade Intelectual” (INPI).

Apesar do sucesso do “Porto Digital”, pesquisas da “Confederação Nacional da Indústria”*** (CNI) alertam para o investimento ainda insuficiente em inovação por parte das empresas pernambucanas. Os gastos com máquinas e equipamentos superam, de longe, os desembolsos com a contratação de “cérebros” e o despendido com pesquisa e desenvolvimento.

————————————————

Fontes Consultadas:

* Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1176329-maior-parque-tecnologico-do-pais-recife-vira-a-india-brasileira.shtml

** Ver:

http://www.portodigital.org/

*** Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1176338-pernambuco-ainda-investe-mais-em-maquina-que-em-cerebros.shtml

 

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.