LOADING

Type to search

Recursos e conhecimento do Sul para o Sul: o combate às mudanças climáticas

Share

Em janeiro de 2018, o Escritório das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul (UNOSSC, em inglês) e a Fundação Beijing Qiaonyu lançaram o Plano QIAO das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas e Conservação da Natureza. A princípio, o escritório fará a gestão dos recursos e das demais tarefas, tais como, a mobilização de conhecimento e soluções provenientes do Sul Global, a capitalização de recursos e o estabelecimento de redes entre os atores interessados.

Foto de painéis de energia solar – soluções para o desenvolvimento sustentável

De acordo com Jorge Chediek, Diretor do UNOSSC, o Plano impulsionará a cooperação internacional e as parcerias do Sul para solucionar problemas relacionados às mudanças climáticas e fortalecerá a conservação da natureza entre eles. Pretende apoiar cinco projetos de pequena escala e larga escala desenhados para mitigar os efeitos das mudanças climáticas ou para melhor se adaptar. Além disso, deseja-se assistir, especialmente, dois grupos: os Países Menos Desenvolvidos (LDCs, em inglês) e os Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDSs, em inglês).

O Plano QIAO surgiu durante a COP 22 em 2016, em Marraquexe, quando Madame Qiaonyu He, fundadora e diretora da Fundação Beijing Qiaonyu, anunciou a maior doação prometida por um ator não estatal no âmbito do Acordo de Paris, um total de ¥100 milhões (aproximadamente US$ 15,9 milhões). Por ora, conta com aproximadamente US$ 13,5 milhões, para o período 2018-2013, o equivalente a 85% do valor prometido.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Logo do Escritório das Nações Unidas para a Cooperação SulSul (UNOSSC, em inglês)” (Fonte):

https://pbs.twimg.com/media/DCOxqJpXoAE4WaP.jpg:large

Imagem 1Foto de painéis de energia solar soluções para o desenvolvimento sustentável” (Fonte):

https://www.pexels.com/photo/black-and-silver-solar-panels-159397/

João Antônio dos Santos Lima - Colaborador Voluntário

Mestre em Ciência Política na Universidade Federal de Pernambuco e graduado em Relações Internacionais na Universidade Estadual da Paraíba. Tem experiência como Pesquisador no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no projeto da Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional (Cobradi). Foi representante brasileiro no Capacity-Building Programme on Learning South-South Cooperation oferecido pelo think-tank Research and Information System for Developing Countries (RIS), na Índia; digital advocate no World Humanitarian Summit; e voluntário online do Programa de Voluntariado das Nações Unidas (UNV) no projeto "Desarrollar contenido de opinión en redes sociales sobre los ODS". Atualmente, mestrando em Development Evaluation and Management na Universidade da Antuérpia (Bélgica) e Embaixador Online do UNV na Plataforma socialprotection.org.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.