LOADING

Type to search

Relações comerciais Brasil-Bolívia em ritmo de crescimento

Share

Apesar dos percalços nas relações entre Brasil e Bolívia, o comércio bilateral não foi afetado. Ao contrário, a corrente comercial subiu 27% entre janeiro e junho de 2012, seguindo tendência de crescimento verificada desde 2006. O resultado encontrado significa ainda um aumento de 87% do déficit comercial do Brasil com seu vizinho em comparação com o primeiro semestre de 2011.

 

O aumento do fluxo de comércio explica-se pelo incremento nas importações brasileiras de gás natural. Entre os 6 primeiros meses do ano, o Brasil comprou US$1,6 bilhão do hidrocarboneto, segundo o “Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior” (MDIC), sendo o principal produto importado. O valor restante (US$ 45 milhões) foi gasto nas compras de minérios, sais, madeira e “produtos hortículas”.

As exportações brasileiras, por sua vez, foram mais diversificadas, consistindo em “máquinas e aparelhos mecânicos”, “petróleo cru”, “ferro fundido”, aço, veículos, plásticos, calçados e “aparelhos eletrônicos”, sendo que a demanda boliviana neste semestre cresceu 5,6% em relação ao ano anterior.

——————–

Fonte:

* Ver:

http://www.valor.com.br/internacional/2757236/atritos-nao-afetam-o-comercio-com-bolivianos

Tags:
Isabella Soares Curce - Colaboradora Voluntária

Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – campus Franca. Com atuação focada na área de Marketing Internacional, foi membro do Grupo de Estudos de Marketing Internacional (MKI), atuando também com a questão da inserção internacional de produtos agropecuários, além do mercado de luxo. No CEIRI NEWSPAPER escreve sobre temas relacionados ao Comércio e Economia Internacional.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.