LOADING

Type to search

Sanções para novos testes nucleares em Pyongyang poderão ser mais rígidas, segundo Governo dos EUA

Share

Na última segunda feira (18 de abril), o Vice-Secretário de Estado Norte-Americano, Antony Blinken, anunciou que os Estados Unidos (EUA) tomarão medidas mais rígidas caso o governo de Kim Jong-um não cumpra as ordens das Nações Unidas, e volte a realizar testes com armas nucleares. O pronunciamento foi motivado após a confirmação de relatórios analisados pela presidente da Coréia do Sul, Park Geun-Hye, os quais apontam mais um teste nuclear na Coreia do Norte.

Desde o início deste ano (2016), o regime norte-coreano se destacou por descumprir ordens e princípios que regem a Organização das Nações Unidas (ONU), e em contrafação, aterrorizou a Sociedade Internacional ao realizar testes nucleares e lançar foguetes de longo alcance, ambos em janeiro e fevereiro passados.

Para impedir que a Coreia do Norte realizasse outros testes, as sanções foram ampliadas pela ONU em março. EUA e China elaboraram uma resolução que tinha por objetivo, impedir que o regime ditatorial tivesse acesso a fundos para seu programa de armas nucleares. As sanções foram aprovadas por unanimidade.

O general Vicent Brooks, escolhido para comandar as Forças dos EUA na Coreia do Sul, declarou em uma audiência de nomeação, ante o Comitê do Senado sobre Serviços e Armados, que o líder norte-coreano não se apresenta intimidado, pelo contrário, seu intuito é maior, pois deseja construir foguetes de tão longo alcance, que sejam capazes de atingir os EUA.

 Segundo Brooks, a Coreia do Norte tem potencial para obter mísseis balísticos de alcance intercontinental, por isso a necessidade, citada por Blinken, em tratar com dureza, caso o país realize outros testes: “Vai haver uma resposta adicional dura no caso de outro teste nuclear (pelo regime norte-coreano)”, acrescentando que determinadas ações são consideradas “inaceitáveis”.

———————————————————————————————–

Imagem (Fonte):

http://www.dci.com.br/internacional/eua-prometem-resposta-dura-se-coreia-do-norte-realizar-outro-teste-nuclear-id541973.html

 

Ana Raquel Cordeiro - Colaboradora Voluntária Júnior

Graduada em Relações Internacionais (2014) pela Universidade da Amazônia – PA e profissionalmente atua com gestão de empresas. Áreas de interesse em pesquisa são em Marketing e mídias Internacionais, Conflitos bélicos e étnicos de interesse internacional, dentre outros.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.