LOADING

Type to search

Segundo o FMI, Moçambique será o PALOP com maior crescimento econômico em 2013

Share

MoçambiqueDe acordo com relatório[1] publicado pelo “Fundo Monetário Internacional” (FMI),  Moçambique deverá ser o Estado dos “Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa” (PALOP) com maior crescimento econômico em 2013 e a Guiné-Bissau poderá suceder-lhe em 2014. Em 2012, a posição pertenceu a Angola. 

Segundo o Relatório apresentado pelo FMI para a África sub-sahariana, Moçambique teve uma aceleração em sua economia, passando de um crescimento de 7,5% em 2012 para 8,4% em 2013, colocando o país no primeiro lugar das taxas de crescimento dos países lusófonos neste ano. 

Já o “Produto Interno Bruto” (PIB) de Angola cresceu 8,4% em 2012, a quarta maior taxa da região depois da “Serra Leoa” (19,8%), do Níger (11,2%) e da “Côte d’Ivoire” (9,8%). Na ocasião, Angola experimentou uma aceleração visível, sobretudo devido a uma recuperação significativa do setor do petróleo e a uma melhoria da produção elétrica, indicou o relatório do FMI. Para 2013, ao contrário da média dos países exportadores de petróleo, cujos crescimentos econômicos deverão acelerar moderadamente, a economia angolana deverá abrandar para 6,2%, voltando a crescer para 7,3% em 2014 de acordo com as projeções.

No relatório, o FMI destaca ainda que ocorrerá em 2013 uma gradual normalização da atividade econômica nos países atingidos por crises políticas e conflitos em 2012como são os casos da Guiné-Bissau e do Mali

Quanto a “Cabo Verde”, o FMI prevê um abrandamento do crescimento do PIB de 4,3% para 4,1% em 2013, já em 2014, o crescimento será de 4,5%. “São Tomé e Príncipe” verá o PIB subir de 4%, em 2012, para 6% este ano e para 6%, em 2014.
Em suas conclusões gerais, o Relatório prevê para 2013 e 2014 uma modesta aceleração do crescimento econômico da África sub-sahariana, para cerca de 5,5%, refletindo a melhoria das perspectivas da economia mundial, e a diversificação das exportações da região

—————————————————

Fonte Consultada:

 [1] Ver:

http://www.imf.org/external/pubs/ft/survey/so/2013/CAR051013A.htm

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

You Might also Like

Deixe uma resposta