LOADING

Type to search

Share

Em comunicado, citado pela “Folha de São Paulo”*, a “Médicos Sem Fronteiras” (MSF) denunciou que a chegada de 30 mil novos refugiados ao “Sudão do Sul” provocou uma situação de emergência humanitária diante da escassez de água.

 

De acordo com os MSF, os novos desalojados somam 70 mil pessoas que já se encontram no estado sul-sudanês de “Alto Nilo”, onde os campos de refugiados atingiram a capacidade máxima e não dispõem de água potável suficiente.

Diante desta situação, a organização solicitou que o “Alto Comissariado da ONU para os Refugiados” (ACNUR) ofereça cobertura imediata para o novo grupo do vizinho Sudão, que fugiu dos confrontos entre insurgentes e tropas sudanesas.

———————————— 

Fonte Consultada: 

* Ver:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1100265-sudao-do-sul-enfrenta-crise-humanitaria-com-chegada-de-refugiados.shtml

Tags:
Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta