LOADING

Type to search

UE e China: Guerra comercial?

Share

A “União Européia” está investigando empresas chinesas para averiguar a existência ou não de “Dumping”. Os europeus dizem que trabalharão para proteger suas indústrias de forma sensata sem a necessidade de iniciar uma guerra comercial com a China.
Atualmente, as duas maiores empresas de tecnologia e comunicação da China, a ZTE e a “Huawei Technologiesestão sendo acusadas de dumping na Europa, por isso foi aberta uma investigação para coletar dados que possam comprovar ou afastar tais acusações.
Nós não vamos fugir do que temos que fazer (…) Mas nós não estamos interessados em tensões crescentes. Acredito que os chineses também percebem que este caso tem que ser mantido dentro dos limites”*, afirmou em uma entrevista à Reuters o “Comissário Europeu para o Comércio” (2010 – 2014), Karel De Gucht.

A estabilidade no comércio entre europeus e chineses é de interesse mútuo, pois, hoje, a UE é a maior parceira comercial de Beijing e vice-versa. Em 2011, o volume de comércio entre os dois lados foi de 428 bilhões de euros, razão pela qual foi mantido este status para o velho continente em relação aos chineses.
Ressalte-se que ações contra empresas chinesas não se dão apenas na Europa. As corporações de comunicação do gigante asiático também estão sofrendo represálias nos “Estados Unidos”, mas, em solo norte-americano, o argumento está voltado para a área de segurança e não para o comercial. Tanto a ZTE quanto a Huawei são acusadas de fornecerem dados sigilosos para o governo chinês, acusações que estão gerando polêmicas internacionais.
Observadores apontam que todas as acusações e mobilizações comerciais contra empresas chinesas devem ser analisadas e melhor compreendidas pelas corporações da China e pelas autoridades do país, para que possam criar novos padrões na forma de negociação e de comercialização dos seus produtos no mundo, com o objetivo de diminuir a desconfiança e preservar a integridade das empresas chinesas fora da China.
—————-
Fonte:
* Ver:

http://uk.reuters.com/article/2012/10/21/uk-eu-trade-idUKBRE89K03H20121021

Tags:
Fabricio Bomjardim - Analista CEIRI - MTB: 0067912SP

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. Atualmente é membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence.

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.