LOADING

Type to search

[:pt]União Europeia divulga Relatório sobre os resultados das suas atividades de cooperação internacional e desenvolvimento[:]

Share

[:pt]

No último dia 22 de julho, a Comissão Europeia (UE) divulgou, em Bruxelas, o primeiro Relatório gerado no âmbito da iniciativa “EU International Cooperation Development Results Framework”. Esta iniciativa foi lançada em março de 2015, com o objetivo de empoderar a Direção-Geral de Cooperação Internacional e Desenvolvimento da Comissão Europeia, com o objetivo de “monitorar e reportar resultados, fortalecendo a prestação de contas, a transparência e a publicidade da Ajuda Oficial Europeia para o Desenvolvimento”, compromisso refirmado pela mesma, no escopo da “Agenda para a Mudança”.

Acerca desta Agenda, convêm agregar um trecho da reflexão de Luis Mah, professor da Universidade de Lisboa, em entrevista concedida à Angélica Saraiva Szucko: “A nova Agenda para Mudança da UE lançada em 2011 parece, no entanto, destinada menos a responder a estas mudanças (emergência de novos doadores no cenário internacional e declínio da liderança internacional da UE) na arena da assistência internacional e mais à crise financeira na UE e à necessidade de se repensar os valores da assistência internacional europeia. O objetivo agora é, antes de tudo, obter mais resultados, ou seja, aumentar a eficácia da assistência internacional europeia. Neste sentido, a parceria entre os setores público e privado europeus emerge como central na nova agenda com o intuito de dar prioridade a investimentos em infraestrutura, à criação de empregos ou à segurança alimentar em países beneficiários da assistência internacional europeia”.

Nesse contexto, o Relatório recém divulgado fornece a seleção dos resultados financeiros mais relevantes obtidos por meio de projetos e programas apoiados pela União Europeia nos países parceiros do Bloco. A análise compreende o período de 1º de julho de 2013 a 30 de junho de 2014, com base em vários países da África, América e Ásia. Também informa que a escolha desse período se deve a questões relativas à disponibilidade de dados, uma vez que as informações finais dos projetos e programas avaliados levam algum tempo para serem disponibilizados. Os dados são apresentados tanto de maneira agregada quanto individual, reforçando o compromisso com a transparência e acessibilidade das informações.

O Relatório está dividido em três grandes eixos: i. relato dos desenvolvimentos dos países parceiros; ii. contribuição da EU para os resultados obtidos pelo parceiro; iii. performance organizacional da UE com relação à implementação da cooperação.

Maiores informações sobre os indicadores e referências utilizados para os dados apresentados no relatório podem ser encontradas neste link.

———————————————————————————————–                    

Imagem (Fonte):

https://ec.europa.eu/europeaid/sites/devco/files/eu-results-report-2016.en_.pdf

[:]

Marcos Françozo - Colaborador Voluntário

Graduado em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e mestre em Política Internacional e Comparada pela Universidade de Brasília (UnB). Possui experiência acadêmica nas áreas de governança internacional, estudos europeus e regimes internacionais. Atualmente é Analista de Relações Internacional na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) com atuação nas áreas de articulação, desenvolvimento e cooperação internacional. Principais ramos de atuação: Relações Internacionais, Políticas Globais, Europa, Cooperação Técnica e Cooperação Científica.

  • 1

Deixe uma resposta