LOADING

Type to search

“União Europeia” poderá suspender importações de frutas cítricas da “África do Sul”

Share

De acordo com informações disseminadas na mídia internacional[1], a “Associação das Organizações Profissionais e Cooperativas Agrícolas Europeias” (COPA, na sigla em inglês) solicitou à “União Europeia” (UE) que sejam suspensas as importações de frutas cítricas da “África do Sul”.

A solicitação de interdição das importações foi realizada por conta de uma detecção, nas fronteiras da UE, de cinco carregamentos contaminados pela doença da “Mancha Preta” (Black Spot), que é altamente contagiosa.

De acordo com a “Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas[2] (Brasil), que, em seu site, explica adequadamente do que se trata a doença, a “Mancha Preta” é causada pelo fungo “Guignardia citricarpa”, que afeta todas as variedades de laranjas doces, limões verdadeiros, tangerinas e híbridos.

Ainda de acordo com a agência alagoana, ela é disseminada por meio de mudas, restos de material vegetal, água da chuva e vento, e não provoca alterações no sabor dos frutos, podendo ser comercializados para a indústria de suco, mas, devido à aparência, tornam-se impróprios para o mercado de fruta fresca.

A “Autoridade Europeia de Segurança Alimentar” (EFSA) já havia lançado uma advertência às autoridades sul-africanas, ameaçando suspender as importações de frutas cítricas pela Europa enquanto a doença de “Black Spot” não for inteiramente erradicada.

Certamente o país deverá adotar medidas de controle da doença e possivelmente utilizará de cooperação técnica internacional para melhorar os métodos que, até o momento, estão sendo ineficazes, de acordo com a percepção europeia.

————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://jornaldeangola.sapo.ao/economia/citrinos_sul-africanos_encontram_barreiras

[2] Ver:

http://www.defesaagropecuaria.al.gov.br/sanidade-vegetal/pinta-preta-ou-mancha-preta-dos-citros

Daniela Alves - Analista CEIRI - MTB: 0069500SP

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).

  • 1

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.