LOADING

Type to search

Votação contra incentivos ao etanol é anulada no Senado dos EUA

Laís Thomaz 15 de junho de 2011
Share

Foi anulada a votação da Emenda proposta pelo senador Coburn, segundo a qual seriam  eliminados o crédito fiscal relativo à mistura de etanol na gasolina (“Volumetric Ethanol Excise Tax Credit” – VEETC) e a tarifa imposta ao etanol importado. Foram 40 votos favoráveis e 59 contra. Para que fosse aprovada eram necessários 60 votos.

 

Esse resultado foi muito comemorado pelos grupos ligados ao etanol. Brian Jennings, vice-presidente executivo da Coalizão Americana pelo Etanol, afirmou: “Esta votação é uma grande vitória para a indústria de biocombustíveis e os consumidores americanos e um revés para os agarrados a nossa dependência status quo em relação ao petróleo”.  Ele ainda ressaltou que o setor deve agora se concentrar em continuar o seu trabalho tanto na Casa Branca, quanto nas duas Câmaras do Congresso para apoiar a legislação significativa e responsável para reformar a política de etanol.

Tom Buis, presidente da “Growth Energy”, reforçou que a luta não acabará até alcançarem uma verdadeira reforma para o setor do etanol. O presidente da “Associação de Combustíveis Renováveis” (RFA), Bob Dinneen, também declarou que “esta votação demonstra a falta de apetite para esse tipo de política destrutiva e esse jogo político. O Senado e o país precisam se concentrar em uma estratégia energética abrangente, que busque ampliar a capacidade dos Estados Unidos a partir de recursos renováveis de combustível para satisfazer as suas necessidades”.

Esses grupos apóiam a proposta de outros senadores, como Thune e Klobuchar, de eliminar o VEETC na sua forma atual, porém propondo que seu valor seja variável, ajustado de acordo com o preço do petróleo. Nessa mesma proposta são previstos outros tipos de incentivos para desenvolvimento de novas tecnologias e de infraestrutura.

———————————————————-

Fonte da Imagem: http://domesticfuel.com 

Tags:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.