LOADING

Type to search

Votações no Congresso surpreendem produtores do etanol nos EUA

Laís Thomaz 20 de junho de 2011
Share

A última quinta-feira, 16 de junho, foi bastante movimentada no Capitólio. Votações no Senado e na “Câmara dos Representantes” apresentaram resultados inéditos e surpreenderam os interesses da cadeia produtiva do etanol.

 

A mesma emenda que previa a revogação dos incentivos ao etanol que foi anulada no Senado na terça-feira passada, foi votada novamente e passou com 73 votos a 27. A única diferença entre as duas propostas é que a senadora democrata Dianne Feinstein foi a responsável por essa Emenda, em vez do republicano Tom Coburn, de Oklahoma, autor daquela que teve votação anulada.

Outra votação ocorreu pela Emenda proposta pelo senador republicano John McCain a fim de impedir o financiamento federal para apoiar infraestrutura de combustíveis alternativos, tais como bombas flex e tanques de armazenamento nos postos de gasolina. Entretanto, tal medida não foi vitoriosa em uma votação de 41 contra 39.

Já na Câmara, a “Agriculture Appropriations Bill, Emenda apresentada pelo deputado republicano Jeff Flake, que previa essas medidas de cortes à infraestrutura dos biocombustíveis, passou com 283 votos favoráveis, recebendo 128 contra.

A questão é saber se essas votações terão resultados significativos no longo prazo, isto é, se serão sancionadas pelo presidente Obama. Em comunicado, a “Associação de Combustíveis Renováveis” (RFA) considerou esse ato como “decepcionante, em última instância inconsequente”, já que o “Projeto de Lei” de desenvolvimento econômico subjacente a esta alteração provavelmente não será aprovado pelo Presidente.

Enquanto isso, grupos contrários ao etanol estão satisfeitos com as ações, tanto da Câmara e como do Senado. Uma coalizão que inclui os varejistas de alimentos, pecuaristas e organizações ambientais, chamou esta quinta de: “um dia extremamente importante na nossa luta para acabar com os subsídios pagos pelo contribuinte para o etanol de milho”, e aplaudiram os votos “como o início de uma nova era para a política de biocombustíveis nos Estados Unidos”.

——————————

Fonte das informações: http://domesticfuel.com/

Tags:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá!